As atividades de animação para a pessoa idosa são utilizadas com o objetivo de facilitar sua inserção na sociedade e a sua participação na vida social, atuando em todos os campos de desenvolvimento da qualidade de vida dos mais velhos. Assim, uma boa animação deve: promover a inovação e novas descobertas; valorizar a formação ao longo da vida; proporcionar uma vida mais harmoniosa, atrativa e dinâmica; e valorizar as capacidades, competências, saberes e cultura do idoso, aumentando sua autoestima e autoconfiança. Essas atividades podem ser dividas em sete tipologias, as quais serão elencadas a seguir:

  • Animação física ou motora: Aquela em que o idoso faz algum tipo de movimento.
  • Animação cognitiva: Engloba atividades que tenham o objetivo de estimular a concentração, o raciocínio e a observação, bem como desenvolver a imaginação e a criatividade.
  • Animação através da expressão plástica: Tipo de animação que busca o desenvolvimento de habilidades artísticas, tais como: modelagem, pinturas, bordados, desenho e /colagem. Proporciona ao idoso se expressar por meio das artes plásticas e dos trabalhos manuais.
  • Animação através da comunicação: Objetiva a comunicação do idoso com os outros por meio da música, do teatro, da dança, da dramatização, da poesia, da prosa e da fotografia.
  • Animação associada ao desenvolvimento pessoal e social: Busca desenvolver o “eu” do idoso, as suas experiências de vida, as suas emoções e sentimentos.
  • Animação comunitária: Aquela em que o idoso participa ativamente na comunidade como elemento válido, ativo e útil.
  • Animação lúdica: Tem como objetivo divertir o grupo, ocupar o tempo, promover o convívio e divulgar os conhecimentos, artes e saberes.