Carlos Drummond de Andrade foi, sem dúvidas, um dos poetas mais inspiradores para a música popular brasileira. Músicos e compositores como Belchior, Milton Nascimento, Paulo Diniz e Chico Buarque utilizaram os poemas de Drummond como base para compor canções, seja transformando os poemas em letras de música, ou fazendo referências mais sutis. O texto a seguir apresenta algumas das músicas inspiradas na obra de Carlos Drummond de Andrade, assim como também contextualiza os seus momentos de criação.


As várias caras de Drummond – Belchior (2004)

Desenvolvido pelo compositor cearense Belchior, o projeto As várias caras de Drummond foi lançado em 2004 e apresenta o resultado do trabalho do músico de criar melodias para pelo menos 31 poemas de Carlos Drummond de Andrade, dentre os quais encontram-se o famoso Sentimental, publicado em 1973. O projeto foi desenvolvido em cd e em livro, que incluía 31 gravuras com o rosto do poeta mineiro desenhadas por Belchior.

Confira a canção: https://www.youtube.com/watch?v=qDZnyJdrgUs&t=163s


Canção amiga – Milton Nascimento (1978)

Trinta anos após a publicação do poema no livro “Novos poemas”, Milton Nascimento compôs uma melodia para o texto, que ficou eternizada no álbum “Clube da esquina 2”. A mensagem expressa por Drummond em Canção amiga é a de que o poema sirva como despertar para a consciência dos adultos e como canção de ninar para as crianças. Esse também foi o poema que ficou impresso junto com a imagem do poeta na nota de 50 cruzados novos, que circulou entre os anos de  1989 e 1992.

Confira a canção: https://www.youtube.com/watch?v=14hfA6LYO80


E agora, José? – Paulo Diniz  (1974)

O poema José lançado no livro homônimo de 1942 foi musicado por Paulo Diniz em 1974. Apesar do título dado pelo poeta, a canção popular foi registrada como “E agora, José?”, devido ao destaque dado no refrão. Além do trabalho desempenhado com a criação musical feita para esse poema, Paulo Diniz se dedicou a composição de melodias para poemas de vários autores, dentre os quais estavam Jorge de Lima e Manuel Bandeira.

Confira a canção: https://www.youtube.com/watch?v=1L9mZIxgaq0